5 lições que as empresas vão aprender com o trabalho home office

5 lições que as empresas vão aprender com o trabalho home office

,

Deixe um comentário

O trabalho home office tornou-se uma realidade para quase todas as empresas. Passado o tempo de adaptação, após esses meses de quarentena, já é possível notar algumas lições tiradas com o novo estilo das jornadas de trabalho.

As empresas agora têm uma oportunidade melhor para entender o que está e o que não está funcionando durante a crise do coronavírus. As lições aprendidas nestes tempos serão úteis para o desenvolvimento de estratégias mais consistentes. Com isso, havendo uma nova crise, seu time não temerá mais quanto as medidas adotadas.

E é sobre essas estratégias que vamos falar no post abaixo. Consideramos cinco lições que as empresas aprenderão com o esquema de trabalho remoto e que farão parte da nova realidade após a pandemia.

1 – Ferramentas ruins não trazem bons resultados

Projetar bem a compra de softwares usuais para o dia a dia da empresa nem sempre foi um conceito bem projetados pelas gestões. Houve um certo contentamento com ferramentas básicas e que ainda demandavam muita mão de obra da operação. Sem notar essa deficiência, a produtividade era muito mais complexa e cheia de entraves.

Geralmente, esse é um problema oculto ou que fica em segundo plano quando todos estão trabalhando alocados na empresa e os usuários podem se ajudar mutuamente. É exatamente em casos escassos, como o da pandemia, que se percebe a deficiência dessas ferramentas.

Investir em um bom software é fundamental para evitar perda de produtividade, reduzir custos operacionais e facilitar o trabalho remoto – mesmo ele não sendo uma rotina da empresa – além de outros benefícios. As empresas devem analisar a experiência do usuário de todos os softwares existentes e atualizá-las e melhorá-las a partir de agora.

2 – Bons negócios não precisam ser fechados pessoalmente

Por muitos anos, julgou-se necessário as viagens para fechamento de contratos mais importantes ou reuniões de negócio mais estratégicas. A videoconferência sempre foi uma ferramenta usual, mas nunca teve a devida importância.

Nessa mudança de perspectiva, com aeroportos e rodovias fechadas, percebeu-se que era possível a adesão de softwares funcionais, onde dava para realizar todos os trâmites da empresa com total segurança. Além disso, o custo de manutenção dessas ferramentas é bem menor do que os gastos com deslocamentos de funcionários.

Outra vantagem das videoconferências foi a agilidade trazida para os negócios. Agora é possível envolver todos os funcionários necessários para o desentrave de um contrato, sem a necessidade de discussões paralelas e custos extras com viagens funcionais.

3 – Desburocratizar processos é mais essencial do que parece

A necessidade de agilizar alguns processos para a adesão do trabalho home office permitiu que a as empresas reavaliassem a sua forma de gestão. Não há mais a necessidade de funis longos e prazos tão demorados. O acesso remoto trouxe também a urgência das respostas, visto que tudo é automatizado.

Com isso, houve um corte de atividades que não eram mais tão pertinentes, os trâmites de aprovação de um projeto ou liberação do financeiro também foram melhorados, entre outros exemplos. Mesmo retomando para o trabalho alocado após o fim da pandemia, essa desburocratização permanecerá vigente, visto que não apenas traz uma melhor experiência para o cliente, mas também melhora os cursos para os processos internos acontecerem.

LEIA TAMBÉM: Como a tecnologia pode ser uma aliada no crescimento da empresa através da experiência do usuário?

4 – O trabalho home office pode ser bastante rentável

Além de ser uma realidade bem aplicável, mesmo nos modelos mais antigos de negócio. No Brasil, o teletrabalho foi regulamentado em 2017 pela reforma trabalhista ocorrida nesse ano. Antes disso, já havia muita adesão por parte de pequenas empresas e marcas digitais, que atuavam completamente em um ambiente doméstico.

A ideia de grandes escritórios parece que vai ficando cada vez mais no passado. Grandes marcas como Google e Twitter já anunciaram a redução de seus espaços e a adesão de jornadas de trabalho home office como uma nova realidade das empresas.

Além disso, podemos apontar as vantagens desse modelo de jornada, como:

  • Redução de custos: a empresa tem menos gastos com encargos trabalhistas, manutenção e adesão de maquinários, contas fixas etc.;
  • Entregas com mais qualidade: o estresse do trânsito durante o deslocamento, a falta de um ambiente totalmente confortável e outros fatores influenciam diretamente na produtividade de um funcionário. O trabalho home office traz um conforto maior em relação a esses pontos e favorece a produtividade dos colaboradores;
  • Maior absorção de talentos: o trabalho home office permite a contratação de talentos que não precisam estar alocados no escritório da sua empresa. Isso gera mais oportunidade de mercado para o profissional e mais avanço para a empresa.

5 – Maior senso de liderança e de time

Gerenciar pessoas é um dos elementos mais difíceis da jornada remota, principalmente porque todos responderão de maneira diferente à mudança cultural e aos desafios do trabalho home office.

Como os gestores se comunicam é tão importante quanto o que está sendo dito e precisa ser feito com confiança, consistência e confiabilidade. É preciso definir claramente todas as ações tomadas pelo time, apontar propósitos para médio e longo prazo e oferecer uma visão forte e realista sobre a empresa. Quando você faz isso, gera um senso de pertencimento muito maior.

Lembre-se que o trabalho home office depende da ação de todos. Cada um em suas casas fica responsável por cumprir as suas demandas de maneira responsável e na qualidade que é necessário. Isso envolve muito mais pessoas do time. Não há apenas um líder gerenciando a produção. Há um grupo inteiro se cobrando, se movimentando para que a experiência do cliente seja a melhor possível. A comunicação é muito mais aberta, honesta e produtiva.

O trabalho home office ainda trará grandes descobertas para a sua empresa. É preciso considerar isso como uma nova realidade, mesmo que acabe o isolamento e todos voltem a se alocarem no escritório.

Gostou do conteúdo? Compartilhe em suas redes sociais!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

set
27

A automação vai substituir o trabalho humano?

• 27 de setembro de 2021

Hoje em dia a automação de processos é pauta frequente na gestão de negócios. Qualquer empresa que tenha a intenção de proporcionar um atendimento de qualidade aos clientes e queira posicionar melhor a sua marca, entende a importância desse conceito. E se levarmos em conta o fator “pandemia”, então as ferramentas de automação deixam de… Leia Mais
set
21

RPA e BPM – Os dois lados da mesma moeda

• 21 de setembro de 2021

Vivemos na era da transformação digital e da automação de processos. Nesse contexto, toda e qualquer empresa, independentemente do tamanho e da área de atuação, deve estar apta a aderir novas tecnologias. E entre tantas novidades quando o assunto é a digitalização na gestão de um negócio, vale prestar atenção em duas siglas importantes: o… Leia Mais
set
16

O que é ITIL? Saiba como ele influencia no sucesso da empresa

• 16 de setembro de 2021

A transformação digital nas empresas não se resume apenas ao gestor gerenciar o site e as redes sociais do seu negócio. Essa transformação implica em uma mudança completa, viabilizando o uso de ferramentas digitais em todas as áreas da empresa. É nesse contexto, em que a automação de processos demanda dos empreendedores um maior conhecimento… Leia Mais
ago
05

7 lições sobre como a tecnologia pode agregar valor para um time

• 5 de agosto de 2021

A transformação digital nas empresas já não é mais uma novidade, mas sim uma necessidade. Em tempos de redes sociais, smartphones e o aumento das compras online, a digitalização deve nortear as estratégias de qualquer empresa. É nesse cenário, de era digital e consumidores cada vez mais adeptos a aplicativos e demais ferramentas, que os… Leia Mais
jul
28

Retenção de clientes – Como uma ferramenta de digitalização e automação pode ser a solução

• 28 de julho de 2021

“Atrair clientes”. Essa frase é o mantra de quem gerencia um negócio, ou pretende um dia gerenciar. E por conta disso, hoje em dia existem muitas técnicas, estratégias e também várias ferramentas que auxiliam o gestor a conquistar clientes. Contudo, se a conquista e a fidelização são importantes, vale também dar uma atenção para a… Leia Mais
jul
28

Humanização dos atendimentos | Qual a importância para as empresas?

• 28 de julho de 2021

A principal razão que torna importante a humanização do atendimento para as empresas está em uma lógica bastante simples: os seus clientes são pessoas. Portanto, não é por acaso que a humanização dos atendimentos é baseada em conceitos como empatia e exclusividade. Eles se tornam parte fundamental da filosofia das melhores empresas, independente do segmento…. Leia Mais
jul
28

Sabia que o ESM é a melhor forma de otimizar a sua empresa?

• 28 de julho de 2021

A transformação digital já chegou com tudo quando o assunto é a gestão de um negócio. O empreendedor que não investir na automação dos processos e gerenciamento de serviços corporativos com certeza vai assistir uma baixa procura pelos produtos ou serviços. Além disso, sem a digitalização o negócio perde capacidade de competir contra os concorrentes…. Leia Mais
jun
24

9 KPIs estratégicos para gerenciamento de serviços corporativos (ESM)

• 24 de junho de 2021

A digitalização de processos em uma empresa traz várias vantagens e não há dúvidas acerca disso. Contudo, é preciso ficar atento para o desempenho das ferramentas e processos utilizados em seu negócio como o Gerenciamento de Serviços Corporativos. Sabendo disso, é aí que os KPIs também aparecem para salvar o dia, especialmente quando o assunto… Leia Mais